Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Prefeitura de Lauro de Freitas demite cinco dos sete médicos do Samu na cidade
Foto: Ilustrativa / Governo Federal
A prefeitura de Lauro de Freitas demitiu cinco dos sete médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que formavam a equipe da Unidade de Saúde Avançada (USA) do município. Os dois profissionais restantes passarão a trabalhar apenas nos finais de semana - nos dias úteis, o atendimento será desativado. "Os dois médicos vão trabalhar no fim de semana na regulação, recebendo informações das ocorrências e também no atendimento", explicou ao A Tarde Francisco Magalhães, presidente do Sindicato dos Médicos da Bahia (SindMed). De acordo com o sindicalista, os médicos demitidos tinham contrato de prestação de serviço até 31 de dezembro deste ano e a justificativa pra demissão foi contenção de despesa. "Mas como pode interromper um serviço desse? O Samu é conveniado com o Ministério da Saúde e essa verba [do governo federal] vai continuar caindo, mesmo sem a prestação de serviço", acrescentou. A prefeitura de Lauro de Freitas não foi encontrada pela publicação para comentar a situação. 

Histórico de Conteúdo