Exército da Turquia diz que tomou controle do governo e primeiro-ministro alerta para golpe
Foto: Getty Images
As Forças Armadas da Turquia afirmaram nesta sexta-feira (15) que os militares tomaram o controle do governo para "restabelecer a ordem constitucional". O primeiro-ministro do país, Binali Yildirim, diz que há uma tentativa de golpe em andamento e que os responsáveis pagarão caro por isso. O presidente Tayyip Erdogan também negou à CNN turca que as Forças Armadas tomaram o poder. Por telefone, ele alegou que se trata de uma tentativa de revolta de uma minoria dentro das forças militares, um ato encorajado por uma “estrutura paralela”. De acordo com o Dow Jones Newswires, forças turcas estão bloqueando duas das maiores pontes sobre o estreito de Bósforo, em Istambul, e aviões militares foram vistos sobrevoando a capital turca, Ancara, em baixa altitude. Em comunicado, os militares alegaram que o poder foi tomado “em prol da ordem democrática” e que os direitos humanos vão permanecer, assim como os acordos internacionais.

Histórico de Conteúdo