Ponte Salvador-Itaparica criará três pedágios; cabeceira ficará entre feira e ferry
Foto: Divulgação
O complexo da ponte Salvador – Itaparica, integrante do projeto do Sistema Viário Oeste (SVO), deverá ter três praças de pedágio. A informação foi atualizada pela Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan), procurada pelo Bahia Notícias após a publicação da licença prévia (entenda) para a implantação da ponte na edição do último sábado (11). Os pontos de pedágio se localizarão no continente, no município de Castro Alves; na Ilha, próximo à cabeceira da ponte; e entre a Ponte do Funil e o município de Nazaré. Em Salvador, o equipamento começa entre a Feira de São Joaquim e o terminal do sistema ferry-boat, conectando-se com a Via Expressa por meio de viadutos e túneis – o atual projeto prevê a construção de quatro viadutos e dois túneis. Na Ilha, a ponte ficará situado em Gameleira, entre Bom Despacho e Mar Grande. Apesar da concessão da licença, ainda não há, de acordo com a Seplan, uma previsão para o início das obras. “A difícil conjuntura econômica e fiscal do país tem imposto atrasos em quase todos os grandes projetos de infraestrutura”, informou a secretaria em nota. Das quatro empresas que apresentaram interesse no projeto, uma enviará em agosto uma equipe de técnicos para a continuidade das conversas: a China Road and Bridge Corporation, que já assinou um memorando de entendimento com o governo do Estado durante a missão oficial do governador à China (clique aqui), em março deste ano. As alterações previstas na versão mais recente do projeto, a serem feitas na BA-001 compreendem a transformação da atual rodovia em avenida, nos trechos urbanizados, e a construção de uma nova estrada, adentrando o interior da Ilha, que fará ligação com trechos rurais da BA-001. “Essa nova estrada, “variante”, deverá cumprir também a função de linha demarcatória da zona de conservação ambiental na contracosta de Itaparica”, diz a Seplan em nota.

Histórico de Conteúdo