Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Polícia Federal cumpre 23 mandados judiciais em 22ª fase da Operação Lava Jato
Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil
A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira a 22ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Triplo X. Serão cumpridos 23 mandados judiciais nos estados de São Paulo e Santa Catarina, sendo seis de prisão temporária, 15 mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento. Esta etapa investiga a estrutura criminosa que visa facilitar a abertura de contas no exterior e empresas offshore, criadas com o objetivo de ocultar recursos que tiveram origem em crimes de corrupção. A PF também apura se uma das empreiteiras envolvidas na Operação Lava Jato usou um empreendimento imobiliário para disfarçar o repasse de propina a agentes ligados à Petrobras. Segundo a Folha de S. Paulo, o foco desta fase é a empresa offshore Murray, com sede no Panamá. Ela é proprietária de um triplex no mesmo condomínio onde a OAS reservou um triplex para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na cidade do Guarujá, em São Paulo.

Histórico de Conteúdo