Edilson 'Capetinha' é investigado em operação sobre fraude em loteria
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
O ex-jogador da seleção brasileira, Edílson "Capetinha", seria um dos investigados na Operação Desventura, que visa desarticular uma organização criminosa especializada em fraudar o pagamento de loterias da Caixa Econômica Federal. A PF cumpriu mandado de busca e apreensão na casa de Edilson na manhã desta quinta-feira (10). O crime se daria por meio da validação fraudulenta de bilhetes de loteria e os valores desviados podem atingir cifras milionárias. Os investigadores constataram que o esquema criminoso contava com a ajuda de correntistas do banco, que eram escolhidos por movimentarem grandes volumes financeiros e que foram usados para recrutar gerentes da Caixa para serem utilizados na fraude. Dentre esses correntistas foi identificado, além de Edilson, um doleiro. O ex-jogador foi preso em março de 2014 por não pagar pensão alimentícia. (Atualizado às 11h30)

Histórico de Conteúdo