Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Joceval tenta tomar mandato de deputado ‘no tapetão’; ‘não tira meu sono’, diz Uldurico
Joceval e Uldurico | Foto: Montagem/ Bahia Notícias
Derrotado na eleição de 2014 para deputado federal, o vereador de Salvador Joceval Rodrigues (PPS) tenta, na Justiça, ocupar o mandato que hoje é do deputado federal Uldurico Júnior (PTC). Rodrigues alega que Júnior – deputado federal mais novo do Brasil – cometeu “diversas irregularidades durante a campanha”, além de ter usado duas rádios no sul do estado – região onde a família de Uldurico domina politicamente – para autopromoção durante o ano eleitoral. Em entrevista ao Bahia Notícias, o jovem parlamentar disse não estar preocupado com as acusações e afirmou que Joceval quer o mandato dele no “tapetão”. “Não tem tirado o meu sono, não. O processo não tem fundamento nenhum. Ele é meu suplente e, por isso, está agindo assim, quer no ‘tapetão’”, acusou. Rodrigues refutou a tese e disse que, desde o dia seguinte à eleição, recebe denúncias contra o parlamentar. “Se fosse no ‘tapetão’, como ele diz, eu teria feito isso no dia depois da eleição. Mas não, eu demorei dois meses para fazer isso, pois fiquei pensando muito sobre o caso. Relutei muito”, rememorou. Colaborador da rádio Vida FM, Joceval diz não ter “teto de vidro” para acusar Uldurico de abuso de meio de comunicação. “Eu não estou em campanha e muito menos em ano eleitoral. Ele usou durantes estes períodos”, diferenciou.



Joceval quer trocar CMS por Câmara dos Deputados | Foto: Montagem/ BN.

Apesar da ofensiva, Joceval nega ainda que queria “tomar” o mandato de Junior e diz que tem encarado o processo como uma “consulta aos técnicos do TRE (Tribunal Regional Eleitoral)”. “Não, tomar, não. Eu tenho esperança que a Justiça se pronuncie. Eu não quero tomar nada de ninguém. Se a Justiça disser que ele fez tudo correto, por mim não tem problema. Eu acredito na Justiça baiana”, finalizou. O processo cita ainda o radialista Ubiratan Lucas Rocha Matos, mais conhecido como “Lucas Bocão” - companheiro de Uldurico na rádio e candidato a deputado estadual não eleito. Apesar de jovem na política, Uldurico Júnior é de família tradicional no meio. Além do pai, Uldurico Pinto, que representou a Bahia no Congresso nos mandatos 1987-90, 1991-94 e 2007-2010 (por partidos como PMDB e PMN), também tem como referência política o avô José Alencar Furtado, que foi deputado federal por cinco mandatos pelo Paraná nas décadas de 1970 e 80. Tio e primo do deputado também já foram prefeitos de cidades do sul da Bahia. Em entrevista à Folha, ele disse carregar um legado político. "Carrego uma trajetória de mais de 50 anos de mandatos na minha família", afirmou ele, que agora está ameaçado no cargo.

Histórico de Conteúdo