Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Rui rebate críticas de Correia e diz que financiamento para JAC depende de garantias
Foto: Jamile Amine / Bahia Notícias
O governador Rui Costa respondeu, nesta segunda-feira (4), as críticas feitas pelo ex-secretário de Desenvolvimento Econômico, James Correia, à política de atração de investimentos da Secretaria da Fazenda. Em entrevista ao A Tarde, Correia afirmou que a posição “conservadora” do secretário Manoel Vitório foi responsável pela não liberação de investimentos para as empresas JAC Motors e Foton. “A gente chama o empresário, anuncia os incentivos fiscais, libera a área para ele construir, ele solicita o empréstimo, você disponibiliza. Agora, na hora de assinar, ele tem que dar garantias que devem ir além do fio do bigode”, explicou o governador. Para Rui, Estado não pode ser “irresponsável” na liberação de empréstimos por se tratar de dinheiro público. Ainda assim, diz acreditar que a JAC e a Foton serão instaladas na Bahia. Em nota enviada ao jornal, Vitório garantiu que tem tratado “com a maior prioridade” os casos das montadoras, mas sem abrir mão das garantias. Posicionamento que parece ter agradado o governador. “É ela [Sefaz] a responsável por garantir os recursos para pagar os salários dos servidores, dos juízes, do Ministério Público, enfim, de manter o estado funcionando”, afirmou Rui.

Histórico de Conteúdo