Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 01 de Maio de 2015 - 18:40

JAM no MAM suspende sessões por falta de patrocínio

JAM no MAM suspende sessões por falta de patrocínio
Cacilda Povoas e Ivan Huol | Foto: Divulgação
O projeto JAM no MAM, projeto que leva música ao Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM) no estilo de jam sessions, apresentará neste sábado (2) a sua última edição do semestre. De acordo com comunicado divulgado em seu site oficial, o projeto está sem patrocínio desde o início de março e a produtora Huol Criações decidiu interromper as ações até a chegada do novo investimento, previsto para o mês de julho. "Desde o início da ideia da JAM enfrentamos um desafio que é captar patrocínio para um projeto contínuo, semanal, ininterrupto", disse Cacilda Povoas, coordenadora de produção da Huol Criações. "Os valores populares dos ingressos, de R$ 7 a inteira, e R$ 3,50 a meia, só são possíveis na JAM no MAM porque o patrocínio complementa o valor que é cobrado ao público para que todos os itens envolvidos em cada jam session seja garantido", relatou. "Esse é um projeto musical feito com mínimas pretensões, mas que adquiriu um contorno ímpar, por conta da fidelidade do seu público; não tem sido fácil nossa engenharia para manter o projeto, mas não podemos retroceder, temos responsabilidades e não podemos voltar ao tempo da gambiarra de luz", lamenta Ivan Huol, músico e diretor artístico da JAM. Entre 25 de agosto de 2007 e 25 de abril de 2015, foram realizadas 384 edições, com uma média de 1.317 espectadores por sessão.

Histórico de Conteúdo