Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Segunda, 30 de Março de 2015 - 11:40

Educar para Transformar deve construir 300 escolas em três anos na Bahia

por Leo Marques / Luiz Fernando Teixeira

Educar para Transformar deve construir 300 escolas em três anos na Bahia
Foto: Leo Marques / Bahia Notícias
O secretário de Educação da Bahia, Oswaldo Barreto, anunciou nesta segunda-feira (30) que o Pacto da Educação do governo do estado – Educar para Transformar - pretende construir 300 escolas de período integral nos próximos três anos. O programa terá cinco eixos: colaboração entre estado e municípios, fortalecimento da educação básica na rede estadual, educação profissional, parceria com universidades, empresas e outras organizações sociais e integração entre família e escola. “São 20 metas que visam, nos próximos 10 anos, mudar a educação da Bahia”, declarou o gestor, que exaltou o momento que a área vive na Bahia e no Brasil. ”Tivemos em junho do ano passado aprovado, sem vetos, o plano nacional da educação e nós temos um plano que representa na realidade a vontade da população brasileira, a vontade dos educadores brasileiros”, lembrou o secretário. "Fizemos questão de convocar todos os prefeitos, independente de coligação partidária, para se unirem pela construção de uma nova escola na Bahia que garanta o melhor aprendizado e a melhoria de cada escola. Nosso esforço é para que cada um dos 2,6 milhões de crianças e jovens que estão nas redes municipal e estadual possam, por exemplo, ser alfabetizados até os oito anos de idade, com domínio pleno da leitura, linguagem e operações matemáticas", explicou. Presenciaram a cerimônia 397 prefeitos , de acordo com a presidente da União dos Municípios da Bahia, Maria Quitéria. O secretário de Cultura, Jorge Portugal, também esteve presente. “É preciso que a gente injete cultura nas escola. É através da cultura que os alunos sentem prazer em estar na escola. Vamos dar um abraço no sistema público de ensino da Bahia”, pediu o gestor. 

Histórico de Conteúdo