Sexta, 23 de Janeiro de 2015 - 00:00

Marquinhos Viana e todos os prefeitos do PV podem deixar partido

por Alexandre Galvão

Marquinhos Viana e todos os prefeitos do PV podem deixar partido
Foto: Reprodução/ C.Ferreira / Destaque Bahia
Brigado com a nova direção estadual do PV, o deputado estadual Marquinhos Viana pode deixar a legenda junto com os sete prefeitos que o partido tem na Bahia e mais 12 membros. Em contato com o Bahia Notícias, o parlamentar disse que “não tem mais clima no partido”. “Ajudei o partido a crescer e não tem nenhum lugar do Brasil como Barra da Estiva, onde o partido tem tantos filiados”, afirmou, ao lembrar da cidade que o lançou à vida política. Segundo Viana, um documento com as insatisfações do grupo PV Democrático foi enviado à presidência nacional da agremiação e, caso não tenha as queixas atendidas, o grupo vai procurar "saídas legais". “O documento diz da insatisfação com o Luiz Penna (presidente nacional) e com Ivanilson (Gomes, residente estadual). Se não formos atendidos, vamos pedir desfiliação na justiça”, relatou Marquinhos. Na aba da indignação do verde, sobrou até para o secretário da Cidade Sustentável, André Fraga - fiel a Penna. De acordo com o deputado, a “Cidade Sustentável é para cabide de empregos e não faz nada que preste”. “Penna é ditador e tem medo de perder o controle do partido que recebe, todo ano, mais de R$ 2 milhões de fundo partidário”, acusou. Além de Viana, Célia Sacramento, vice-prefeita de Salvador, já deu sinais de que vai deixar a sigla em um futuro próximo. O destino de Célia, segundo ventila-se, é o Partido Ecológico Nacional (PEN).

Histórico de Conteúdo