Terça, 25 de Novembro de 2014 - 17:30

Convocação de Gabrielli deve ser votada nesta terça pela Assembleia

por Luana Ribeiro / Fernando Duarte/ Rebeca Menezes

Convocação de Gabrielli deve ser votada nesta terça pela Assembleia
Zé Neto questiona urgência | Fotos: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O requerimento que pede a convocação do secretário estadual de Planejamento, José Sérgio Gabrielli, para falar na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) sobre supostas irregularidades na Petrobras durante o tempo em que esteve à frente da estatal deve ser votado nesta terça-feira (25). O líder do governo, Zé Neto (PT), tentou convencer o presidente da Casa, Marcelo Nilo (PDT), a votar o pedido na mesa diretora ao invés de ir à plenária por não ver “motivos para essa urgência”. Mas Nilo acabou concedendo a questão de ordem solicitada pelo vice-líder da oposição e autor do pedido, deputado Carlos Gaban (DEM), e garantiu que o requerimento será votado ainda nesta terça. Para Zé Neto, não há acusação formal ou elemento que justifique a convocação, que ele classificou como “pirotecnia”. “É como eu disse a Gaban agora: é bom ter cuidado pra não ficar sentenciando as pessoas porque todo mundo pode ser vítima. Ele merece nossa confiança”, defendeu o petista. Zé Neto afirmou ter conversado com Gabrielli nesta segunda (24) e disse que o secretário estava “muito sereno, muito tranquilo e mostrou que a gente pode ter confiança nele”. Sobre a possibilidade de o requerimento ser aprovado pela Casa, Nilo chegou a sugerir para o líder do governo que não haveria com o que se preocupar, já que ele tem maioria. Mesmo assim, o petista não ficou convencido sobre a necessidade da proposta. “Se for pensar em questão de corrupção, pelo que está posto aqui, infelizmente, tem mais de 30 anos, desde a década de 70, que a situação está dificílima”, avaliou.

Histórico de Conteúdo