Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 19 de Novembro de 2014 - 17:20

Rosemberg quer fim da reeleição para a presidência em plataforma de campanha

por Luana Ribeiro

Rosemberg quer fim da reeleição para a presidência em plataforma de campanha
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
Após o PT confirmar seu nome como candidato à Presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o deputado Rosemberg Pinto apresentou na sessão desta quarta-feira (19) sua plataforma de gestão. Entre as propostas citadas pelo petista, está a interrupção do “processo de sucessivas eleições” – seu principal concorrente, o deputado Marcelo Nilo (PDT), está em seu quarto mandato consecutivo como presidente. Rosemberg mencionou ainda a reestruturação do papel das secretarias da Casa, de forma “que cumpram um papel efetivo na gestão” e a “empoderar a Mesa Diretora” da AL-BA. Ele também sugere uma “gestão mais compartilhada”, para que “os partidos ou blocos partidários sejam representados de forma proporcional” e para “não ter deputado que se sinta menor ou maior do que o outro”. Rosemberg garantiu também, em seu discurso, que se for eleito, “o debate político não vai deixar de existir” e que quer uma disputa “ampla, leal”. “E que sejam essas paredes aqui o limite desse debate”, salientou o parlamentar, que afirmou ainda que tem visto críticas à gestão da Assembleia vindas da imprensa e de conselheiros de Tribunais de Contas e de outros segmentos.

Histórico de Conteúdo