Investigação nega envolvimento de PMs no sequestro de Davi Fiúza
Foto: Reprodução/ TV Bahia
A Corregedoria da Polícia Militar (PM-BA) afirmou, em nota, que as investigações preliminares não encontraram indícios consistentes da participação de policiais militares no sequestro do adolescente Davi Fiuza, 16, no último dia 24 de outubro. A investigação foi tocada há quase um mês, a partir de denúncia formalizada pela mãe do rapaz. A última vez que Fiuza foi visto foi no Parque São Cristovão, em Vila Verde. A PM-BA passou a responsabilidade das apurações à Polícia Civil da Bahia, a cargo da 12ª Delegacia Territorial (DT). “Todo o material produzido até o presente momento foi disponibilizado”, conclui nota. Ao Bahia Notícias, a assessoria de comunicação da PM-BA informou que não será divulgada qualquer informação sobre o caso por enquanto para não comprometer a continuidade das apurações.

Histórico de Conteúdo