Advogado foi expulso de mesmo bar onde estava publicitário antes do acidente
Foto: Priscila Natividade
Amigos e familiares do publicitário Daniel Prata, morto em uma colisão na Avenida ACM, Itaigara, informaram que na noite do acidente ele havia saído da casa noturna Zen, no bairro do Rio Vermelho. A casa de show é a mesma de onde o advogado e autor do acidente, Roberto João Starteri Sampaio Filho, fora expulso pelos seguranças por estar "muito alterado". Os depoimentos foram colhidos pelo jornal Correio na manhã deste domingo (9), no cemitério Jardim da Saudade. Daniel dirigia um Hyundai Sonata prata, acompanhado da médica cearense Luciana Lucetti, quando foi atingido pela Nissa Frontier preta dirigida por Roberto. Luciana sofreu traumatismo crânio-encefálico e uma fratura na bacia. Ela foi transferida do Hospital Geral do Estado (HGE) para o São Rafael na tarde do domingo e segue internada em estado grave, na UTI. O advogado ainda está preso em uma cela especial com mais duas pessoas, na sede da Polinter, nos Barris.  

Histórico de Conteúdo