Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

MP tenta barrar decisão que concede semiaberto a Suzane von Richthofen
Foto: Reprodução
O Ministério Público recorreu, nesta segunda-feira (18), da decisão da Justiça que concede o benefício do regime semiaberto a Suzane von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão por matar os pais em 2002. A permissão foi determinada pela juíza Sueli Zeraik na última segunda (11) mas, para o promotor Luiz Marcelo Negrini Mattos, pode permitir que ela tente fugir. "Com base no que foi apurado, há a preocupação dela se evadir e não cumprir o restante da pena pela qual foi condenada", informou ao G1. Segundo Mattos, a desconfiança é baseada no resultado de exames criminológico e psicológico a que Suzane foi submetida. "Apresentei o recurso em razão do que foi apurado na avaliação psiquiátrica. Ela não tem condições para progressão de regime neste momento, já que a avaliação apontou condições negativas e desfavoráveis para a progressão ao regime semiaberto para ela", defendeu. A defesa de Richthofen tem um prazo para se posicionar sobre o recurso do MP e, depois, a Vara de Execuções Criminais de Taubaté deve decidir se acata ou não o pedido. O advogado de defesa, Denivaldo Barni, afirmou que não foi notificado oficialmente da decisão.

Histórico de Conteúdo