Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 02 de Julho de 2014 - 11:20

José Rocha nega saída da presidência do PR baiano

por Evilásio Júnior/ Juliana Almirante

José Rocha nega saída da presidência do PR baiano
Foto: Elias Dantas / Ag Haack / Bahia Notícias
O deputado José Rocha (PR-BA) negou, em entrevista ao Bahia Notícias, no desfile de Dois de Julho, que tenha deixado a liderança da legenda no estado com a saída de César Borges do ministério dos Transportes. “Sou presidente de fato e de direito”, defendeu. A saída do parlamentar do posto foi divulgada na última semana pelo senador secretário-geral da sigla, Antônio Carlos Rodrigues. Apesar de ter o poder de comando questionado pelo correligionário e colega de Câmara, João Carlos Bacelar, que defendeu que o partido apoiasse a candidatura do oposicionista Paulo Souto, Rocha afirma que o partido está unido em torno do apoio ao petista Rui Costa. “Nós fizemos a convenção que confirmou, por unanimidade, toda nossa decisão do dia 10 de fevereiro, quando nos reunimos na sede da União dos Municípios da Bahia e prestamos nosso apoio ao então pré-candidato Rui Costa”, avaliou. Rocha afirma que não tem poder de dar nenhuma punição estatutária a Bacelar, que chegou a compara-lo com a rainha da Inglaterra. “Cabe a ele dar essas explicações”, sugeriu. Conforme o parlamentar, a ida de Borges para a Secretaria Nacional dos Portos foi uma reorganização da presidente Dilma Rousseff para atender o PR em nível nacional. “A Secretaria Nacional dos Portos é importante para Bahia, porque nós temos o Porto Sul, que está travado. Ontem estive com ele e ele está anunciando esse processo de andamento da questão do Porto Sul, para que esteja pronto para receber a Ferrovia de Integração Oeste Leste”, explicou. Segundo ele, o ex-governador não veio para o cortejo de Dois de Julho porque representa Dilma na entrega de casas populares em Jequié, sudoeste do estado. 

Histórico de Conteúdo