Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Desapropriações e autorização atrasam obras do aeroporto de Conquista
Foto: Blog do Anderson
As obras para o novo aeroporto de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, seguem normais, assim como as atividades dos operários que realizam o desmatamento, topografia e terraplanagem, mas pendências na desapropriação e a falta de autorização da Secretaria de Aviação Civil são os novos empecilhos que surgem, apesar da assinatura de ordem de serviço ser assinada do último dia 13 de fevereiro pelo governador Jaques Wagner. O projeto prevê pista de pouso e decolagem com 2,3 mil metros de extensão, vias de acesso, estacionamentos, pátio de aeronaves, redes de iluminação publica, cabines de medição e controle de navegação aérea, farol rotativo, sinalização e iluminação noturna. O terminal terá mais R$ 20 milhões em investimentos do Programa Federal de Auxílio a Aeroportos (Profaa). A construção será executada pelo consórcio formado pelas empresas Top Engenharia e Paviservice Serviços de Pavimentação, grupo que apresentou o menor preço na licitação concluída em janeiro deste ano: R$ 55,5 milhões. 

Histórico de Conteúdo