Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Notícia
/
Geral

Notícia

Ex-secretário acusado de participação na morte de professores irá a júri popular

Ex-secretário acusado de participação na morte de professores irá a júri popular
Elisnei e Álvaro foram mortos em uma emboscada em Porto Seguro em 2009
O Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) negou, nesta quinta-feira (11), o pedido de anulação do julgamento dos réus indiciados pelo assassinato de dois professores da Rede Municipal de Ensino de Porto Seguro, no extremo-sul baiano, mortos em setembro 2009. A solicitação foi feita pelos advogados dos suspeitos. Os docentes Elisnei Pereira e Álvaro Henrique, que integravam o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), foram assassinados em uma emboscada próximo ao sítio da mãe de uma das vítimas, na zona rural da cidade. Na época do crime, a categoria mantinha negociação salarial com a administração municipal. Entre os acusados está o ex-secretário municipal de Governo e Comunicação, Edésio Ferreira Lima Dantas, que chegou a ser preso e cumprir oito meses de detenção. Ele é um dos dois apontados de participação no assassinato e aguarda o julgamento em liberdade. Em janeiro de 2012, o ex-chefe de pasta passou a ser alvo de uma investigação do Ministério Público da Bahia (MP-BA) por desvio de verbas. Edésio teria desviado mais de R$ 2 milhões entre fevereiro e maio de 2010, três meses depois de ser libertado da prisão.