Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Notícia
/
Geral

Notícia

Em Salvador, 69% dos homicídios estão ligados ao tráfico de drogas

Em Salvador, 69% dos homicídios estão ligados ao tráfico de drogas
Estudo feito pela Polícia Civil da Bahia revelou que dos 199 homicídios com motivação já identificada, ocorridos em Salvador no primeiro trimestre deste ano, 137 tiveram como autores, e boa parte das vítimas, pessoas envolvidas com o tráfico de drogas, o que representa 69% dos casos. Elaborado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com base em inquéritos instaurados em suas delegacias, o estudo confirma a estreita relação entre tráfico e assassinato. O estudo revela ainda que ocorreram nos três primeiros meses deste ano, em Salvador, 451 crimes violentos letais intencionais, 252 dos quais sem motivação preliminar (56%). Outros 62 homicídios tiveram motivos diversos, como passionalidade, violência doméstica, rixa, cobrança de dívida (agiotagem), briga de trânsito, entre outros, o que corresponde a 31% dos casos. Para o delegado Jorge Figueiredo, as conclusões do estudo sobre a motivação de mortes violentas na capital baiana reforçam a importância da adoção de ações conjuntas entre o DHPP e o Denarc, cujas sedes ficam no mesmo prédio, à Rua das Hortênsias, 247, na Pituba. “Diante da constatação de que 69% dos assassinatos, na capital estão ligados ao tráfico de drogas, as investigações passam a ter, como foco principal, a relação entre esses dois tipos de crime”, afirmou o diretor do DHPP.