Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Notícia
/
Geral

Notícia

Onda de invasões abala Santaluz

Onda de invasões abala Santaluz
Foto: Raimundo Mascarenhas
Uma série de invasões abalou a segurança pública do município de Santaluz, que fica no nordeste baiano, na região sisaleira do estado. Nos últimos dias foram invadidas várias propriedades que juntas somam aproximadamente quatro milhões de metros quadrados, pertencentes a um ex-prefeito e ao advogado Hélio Carneiro. Houve registro de invasão também de áreas públicas, e até a delegacia local também foi ameaçada de ser invadida. O grupo afirma não ter uma liderança e já se auto-intitula de Movimento Morada Livre  (MML). A Delegacia de Polícia da cidade, que cobre toda a região de Santaluz, conta apenas com uma viatura da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), tendo conseguido reforço de 11 veículos de cidades vizinhas. Apesar dos manifestantes terem prometido que ocupação seria de forma pacífica e sem danos ao patrimônio público, a Polícia Militar informou que cinco pessoas foram presas por incitar crimes. Elas estariam sendo lideradas por um homem conhecido por Zé Paulo, ligado ao Partido dos Trabalhadores (PT) local. Genivaldo Pereira de Souza, ocupante do terreno, negou que o momento tenha conotação política e aponta o déficit habitacional em Santaluz como um dos motivos que levaram à invasão da área. Souza afirmou ainda que se alguém apresentar a documentação, o grupo deixará as terras, mas até que se prove ao contrário, todos vão permanecer no local e iniciar a construção dos barracos. Carneiro disse que “tudo está devidamente registrado e o loteamento existe há 20 anos. Iremos tomar as medidas de praxe assim que o fórum abrir”, explicou o advogado.