Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Notícia
/
Política

Notícia

Wagner descarta mudar agenda no Dois de Julho por causa de protestos

Wagner descarta mudar agenda no Dois de Julho por causa de protestos
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O governador Jaques Wagner descartou alterar sua agenda nas comemorações do Dois de Julho em função dos protestos que têm ocorrido na capital baiana e no interior. “Vou manter a minha agenda exatamente como estava programada. É uma festa popular onde todo mundo tem o direito de se manifestar e eu espero que tudo aconteça dentro do padrão”, declarou o petista. Normalmente, o governador participa da transferência da capital da Bahia para Cachoeira, no dia 25 de junho (terça-feira), em homenagem à participação das cidades do Recôncavo nas lutas pela Independência da Bahia. E no dia 2 de Julho, ele participa do Desfile Cívico. Segundo informações do jornal A Tarde, Wagner avaliou que o confronto ocorrido entre manifestantes e policiais no último sábado (22), no Iguatemi, foi resultado de uma “precipitação”. “Eu não conheço nenhum outro caminho que não seja o do diálogo e da negociação. O que aconteceu no Iguatemi foi o ponto fraco de um processo que estava sendo muito bem conduzido. Acho que houve uma precipitação diante da preocupação em liberar logo a via", afirmou o chefe do Executivo estadual. Wagner voltou a defender a coexistência entre o direito de manifestação e o direito de deslocamento das pessoas. “Eu acredito que o protesto não deveria ter como objetivo necessariamente obstruir a cidade, porque isso acaba jogando o cidadão contra quem está protestando”, analisou.