Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Notícia
/
Geral

Notícia

Estudantes organizam brigada de saúde para socorrer manifestantes

Por Alexandre Galvão

Estudantes organizam brigada de saúde para socorrer manifestantes
Foto: Reprodução / Facebook
Não somente por manifestantes e agentes policiais foi composto o protesto desta quinta-feira (20) do Movimento Passe Livre. Um grupo de estudantes da área de saúde, mais especificamente de Medicina, Fisioterapia e Enfermagem, organizaram-se para prestar os primeiros socorros aos manifestantes que fossem de alguma forma feridos. Segundo Victor Nóbrega, estudante de Medicina da Universidade Federal da Bahia (Ufba), a ideia surgiu a partir de um contanto entre os estudantes de Salvador, São Paulo e Minas Gerais. “A atuação foi basicamente de primeiros socorros. Fizemos contato com o Samu para que eles fizessem a remoção das vítimas mais graves para os hospitais e realizávamos também o tratamento das feridas”, explicou o estudante em entrevista ao Bahia Notícias. O grupo se organizou pelo Facebook em um grupo que reuniu 505 membros e decidiu usar camisas brancas e uma faixa vermelha no braço para ser identificado. Alice Reis, estudante de Oceanografia, também da Ufba, presenciou a ação da brigada. “Minha amiga inalou a fumaça da bomba de gás e tentamos sair de lá o mais rápido possível, um colega tentou segurá-la, não conseguiu e pediu por ajuda. Apareceu então um rapaz de jaleco branco e com uma faixa vermelha no braço que tirou ela da fumaça e lavou o rosto dela com soro. Ela melhorou logo depois”. Para Alice, a atuação dos estudantes foi fundamental. "Ele ajudou pra caramba conversando, andando do nosso lado, explicando o efeito da bomba no corpo. Ajudou a concentrar e manter a noção das coisas". A brigada deve atuar novamente neste sábado (22).