Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Notícia
/
Política

Notícia

Coluna A Tarde: O semiárido pede socorro

A situação da seca no interior baiano não melhorou em nada. Pelo contrário. Fica visível a partir do levantamento feito pela Faeb – Federação da Agricultura e Pecuária da Bahia – ao revelar prejuízos impactantes, em torno de R$4,6 bilhões, que nunca havia antes contabilizado. Mesmo assim o levantamento ainda não está completo. De acordo com o presidente da Federação, a seca é, hoje, “o assunto mais premente e mais grave do Estado, que impacta, profundamente, a produção, o meio ambiente e atinge mais de três milhões de habitantes”. Sobretudo, a população que se fixou na região do semiárido, e está a mercê da própria sorte. Segundo a Faeb, só não foram atingidas pelo flagelo da fome em razão “da rede de proteção social do governo federal”. Clique aqui para ler na íntegra a coluna de Samuel Celestino publicada no jornal A Tarde deste domingo (9).