Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
Notícia
/
Geral

Notícia

Empregadores de nove países apontam falta de preparo em 40% dos recém-formados

Uma pesquisa sobre educação para o mercado de trabalho, que abrange nove países, indicou que quase 40% dos empregadores ouvidos apontam a falta de competência como o principal motivo para que vagas destinadas a recém-formados deixem de ser preenchidas, informa a Agência Brasil. A pesquisa Educação para o Trabalho: Desenhando um Sistema que Funcione, foi apresentada nesta quarta-feira (29) pela consultoria McKinsey & Company. Enquanto quase metade dos profissionais avaliam que os recém-formados não estão bem preparados para cargos do nível iniciante, as instituições de ensino têm percepção mais otimista. De acordo com o levantamento, 72% delas acreditam que os recém-formados estão prontos para trabalhar. Entre os que terminam os estudos, 45% acreditam que estão adequadamente preparados. Para o diretor de Educação e Tecnologia da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Rafael Lucchesi, no caso dos estudantes saídos do ensino médio, a falta qualificação para o mercado de trabalho é evidente. Durante o debate, o ensino técnico foi apontado como uma das saídas para facilitar a entrada desses estudantes no mercado de trabalho.