Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Blogueiro João Andrade Neto é novamente condenado, agora por injúria
Foto: Leitor BN
O blogueiro João Andrade Neto foi novamente condenado, em sentença proferida no último dia 30 de maio pela juíza do 10º Juizado Especial Criminal, Regina Maria Couto de Cerqueira, pelo crime de injúria (veja aqui). O dono do extinto site Pura Política era acusado de extorquir o empresário Francisco Bastos, o qual era citado no veículo como "grileiro" e vinculado a falsificação de documentos, atuação irregular no plano ambiental em terreno na Avenida Paralela e relação espúria com a Ordem dos Advogados do Brasil – Secção Bahia (OAB-BA). Em sua decisão, a magistrada considerou o "motivo do delito é execrável". A pena determinada, de quatro meses de detenção em regime aberto, foi substituída por prestação de serviços à comunidade em entidade filantrópica e pagamento das custas judiciais. Como é a segunda condenação – antes foi considerado culpado por difamação – , Andrade Neto, que acumula mais de 40 processos, não terá mais direito a penas alternativas em uma nova sentença. Ele não tem comparecido às audiências com a alegação de que sofre de uma doença degenerativa que o impede de andar. No entanto, tem sido visto constantemente pelas ruas, sobretudo na Manoel Barreto, na Graça, em Salvador. Na foto acima, ele caminha com o auxílio de uma bengala na Avenida Manoel Dias da Silva, na Pituba.

Histórico de Conteúdo