Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cardeal cotado a papa é favorável a pena de morte para homossexuais
Foto: James Bone / The Times
Um dos mais fortes nomes para suceder o papa Bento 16, o cardeal de Gana Peter Turkson, defende a pena de morte para homossexuais em Uganda. O religioso, que poderia se tornar o primeiro papa negro e africano da história, disse ao site National Catholic Register que “a intensidade da reação (à homossexualidade) é provavelmente compatível com a tradição”. Ele ainda criticou a atitude do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, que pediu ao continente africano o fim da criminalização da homossexualidade. “Quando você está falando sobre o que é chamado de ‘estilo de vida alternativa’, são estes os direitos humanos? Ele [Ban Ki-moon] precisa reconhecer que há uma sutil distinção entre moralidade e direitos humanos, e é isso que precisa ser esclarecido”, afirmou.

Histórico de Conteúdo