Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Investigação cogita que amante encomendou morte de divulgador da Telexfree
Foto: Reprodução / Acorda Cidade
Mais uma reviravolta no caso da morte do divulgador da Telexfree Dorian da Silva Santos (ver aqui). Segundo a Polícia Civil de Feira de Santana, a morte do empresário pode ter sido encomendada por uma mulher, com quem o divulgador mantinha relacionamento extraconjugal. “Dorian da Telexfree”, como era conhecido, foi encontrado morto na noite desta terça-feira (19), no distrito de Humildes, em Feira de Santana. Ao Acorda Cidade, o delegado Gustavo Coutinho, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que Dorian mantinha um relacionamento antigo com uma mulher identificada como Daiane. Ainda segundo a investigação, a jovem teria combinado com outro homem, com quem também teve relacionamento, de simularem um roubo. A decisão de matar o empresário teria partido da desconfiança de que Dorian relatasse o esquema à polícia. Até o momento, a polícia trabalha com a hipótese de crime premeditado, mas a real motivação ainda está em processo de investigação. Suspeita de latrocínio (roubo seguido de morte) e de homicídio ainda não foram descartadas. Nesta quarta-feira (20), três suspeitos de matar o empresário foram presos pela Polícia Militar. Davi Rios de Oliveira, de 21 anos, Joanderson Menezes Lima, 24, e Fernando Brito Cândido, 21, teriam roubado também o veículo Toyota/SW4 pertencente à vítima (ver aqui).


Histórico de Conteúdo