Médica cubana morre em Hospital do Oeste; unidade chegou a suspeitar de H1N1
Foto: Reprodução / Fala Barreiras
Uma médica cubana que atuava no Programa Mais Médicos em Bom Jesus da Lapa, na região do Velho Chico, oeste baiano, veio a óbito na noite desta terça-feira (19). Clara Elisa Gonzales, de 45 anos, faleceu no Hospital do Oeste, em Barreiras, por volta de 19h40. Segundo o prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro (PV), que acompanha o caso, a unidade de saúde chegou a suspeitar de H1N1, mas a declaração de óbito informou que a profissional de medicina faleceu por agravamento de uma pneumonia. Clara trabalhava em Lapa desde 2014 e tinha mais dois meses de contrato com a prefeitura, antes de retorno para o país de origem. O corpo da médica deve seguir inicialmente para Brasília antes de partir para Cuba, entre esta quarta e quinta (21).

Histórico de Conteúdo