Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Tânia Brito resolve quebrar silêncio e fala sobre impeachment: ‘movimento político’
Foto: Edher Ramos / Blog Marcos Frahm
Até então calada sobre o processo de impeachment que sofre na Câmara de Vereadores, a prefeita de Jequié, Tânia Britto (PP), resolveu quebrar o silêncio e falou sobre o assunto nesta terça-feira (15), em entrevista a uma rádio local. Apesar de ter sumido da cidade logo após o processo ter sido instaurado na Casa, a gestora afirmou que não acredita em impeachment e declarou que tudo não passa de questão política. Tânia também minimizou o fato de os edis terem aprovado por unanimidade a abertura da ação que pode culminar na cassação de seu mandato. “O que os vereadores fizeram é oportunizar a nossa defesa. Eu tenho a convicção que será julgada improcedente. Essa denúncia é num movimento de oposição, num movimento político, como se fosse a palavra golpe contra a democracia e o estado de direito”, declarou. “Nós sabemos que houve uma votação, que houve uma confiança e, de maneira nenhuma, fizemos nada em relação a criar nenhuma situação pendente de recursos. Nós estamos trabalhando em cima de um processo interativo, obedecendo à lei”, rebateu. De acordo com o Blog Marcos Frahm, Tânia também negou ter fugido da cidade para não ser notificada pela Câmara sobre o processo de impeachment. Segundo ela, documentos comprovam que, na ocasião, ela estava em Salvador e, nos dias 2 e 3 de dezembro, esteve nas secretarias estaduais de Saúde e Educação da capital baiana. 

Histórico de Conteúdo