Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Formosa do Rio Preto: Obra onde crianças morreram é interditada em Vila dos Coreanos
Foto: Divulgação / PM-BA

A obra em Formosa do Rio Preto, no Extremo Oeste baiano, onde cinco crianças morreram foi embargada. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (13) pelo Ministério Público do Trabalho da Bahia (MPT-BA). Com a interdição, os responsáveis pela obra ficam proibidos de seguir com os trabalhos e devem isolar a área para que não haja mais risco de acidentes.

 

Nesta semana, fiscais do órgão estiveram no local que fica na Fazenda Oásis, chamada de Vila dos Coreanos. Um inquérito foi aberto para apurar o caso. Três hipóteses foram levantadas: acidente, trabalho infantil ou negligência. Ainda segundo o MPT, a propriedade pertence ao grupo Doalnara, especializado na produção de alimentos orgânicos.

 

As cinco crianças morreram no dia 29 de abril. Elas saíram para brincar e foram encontradas mortas em uma vala dentro da Vila dos Coreanos (lembre aqui). No local vivem em torno de dois mil asiáticos e descendentes. O sepultamento das crianças ocorreu no dia 1° de maio em um cemitério da localidade. Duas das vítimas tinham 11 anos, outras duas tinham 7 e a mais nova, 6.

 

Devido ao fato, a Embaixada da República da Coreia enviou um ofício à prefeitura de Formosa do Rio Preto, pedindo informações às gestões sobre o ocorrido (clique aqui). 

Histórico de Conteúdo