Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Porto Seguro: Jânio Natal se diz 'obrigado' a cumprir 'lockdown' após ameaça de multa
Foto: Reprodução

O prefeito da cidade de Porto Seguro, na Costa do Descobrimento, Jânio Natal (PL) disse em comunicado oficial, nesta sexta-feira (26), que está "obrigado" a acatar o decreto estadual que estabeleceu a restrição de circulação e o funcionamento de alguns estabelecimentos durante o final de semana, na tentativa de frear o avanço da Covid-19 em todo estado. 

 

No comunicado,  Natal disse que  independente de sua posição pessoal, está obrigado a acatar o Decreto nº 20.254. De acordo com o gestor, a obrigação decorre de decisão proferida pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) em 25 de dezembro, quando Natal tentou derrubar a decisão do governo que proibia a realização de festas no Réveillon. A decisão imputava a Jânio uma multa pessoal de R$300.000,00, caso desobedecesse à época, o decreto do governo do estado.

 

Na tarde desta sexta-feira (26), a secretária de saúde da cidade, em defesa ao prefeito, protagonizou uma cena que vai contra a realidade do estado. Em frente à Secretaria de Saúde do município, sem máscara e discursando para a população, a ‘médica da Cloroquina’, como ficou conhecida Raíssa Soares, foi na contramão da determinação estadual ao dizer que a cidade não precisa passar pela restrição. “Quando o estado faz isso ele olha o número de pacientes que estão aguardando leito de UTI. Salvador é a quinta cidade no Brasil que mais morre gente, não é Porto Seguro”, bradou.

 

A secretária defendeu o tratamento precoce e o uso de medicamentos ainda não reconhecidos por órgãos de saúde para o tratamento e combate da doença. “Hoje o prefeito  tem um multa diária de R$ 10 mil se não cumprir o edital do governo. Esse é o problema do prefeito. O que tenho a dizer para vocês enquanto secretária de saúde é que Porto Seguro não precisa ser fechada”, disse.

 

Em meio ao pronunciamento da titular da Saúde, empresários do município fizeram uma passeata cobrando que as atividades econômicas não fossem suspensas ao longo do final de semana. Em vídeo que circula nas redes sociais, um homem brada contra o governador Rui Costa por determinar o fechamento das atividades.

 

De acordo com o último boletim emitido pela Secretaria de Saúde do município, 15.380 pessoas testaram positivos para a doença, mas já são consideradas recuperadas. Outras 334 pessoas seguem doentes na cidade.  

Histórico de Conteúdo