Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Após retirar candidatura à UPB, prefeito de Serrinha deixa o Progressistas
Foto: Bahia Notícias / Priscila Mello

O prefeito de Serrinha, na região do Sisal, Adriano Lima anunciou na tarde desta quarta-feira (10), a desfiliação do Progressistas (PP). O anúncio veio  após Lima declarar que não mais iria concorrer à eleição para a presidência da União dos Prefeitos da Bahia (UPB), deixando espaço livre para o prefeito de Jequié e até então corrreligionário, Zé Cocá (lembre aqui). 

 

Por meio de nota, Adriano disse acreditar que a disputa pela UPB deva ser pautada em proposições e soluções práticas para demandas dos gestores municipais, mas isto, segundo ele, não estaria ocorrendo. “O que está ocorrendo é um processo eleitoral onde os prefeitos não podem escolher o seu melhor representante e têm que seguir as ordens dos poderes superiores, pois estão com a visão míope, antecipando um cenário de 2022 na eleição para presidente da UPB", disse.  

 

O gestor disse ainda que alguns prefeitos que não apoiam a chapa criada nos gabinetes, e que não há diálogo e democracia. Lima frisou que sua candidatura à UPB foi pautada em temas para a proteção e valorização da classe dos prefeitos. Mas que "as retaliações e procedimentos mesquinhos da velha política retiram o 'elã' da candidatura" , disse.

 

Adriano Lima não informou em qual partido pretende de filiar, mas se posicionou contra ao que descreveu como o fato “dos prefeitos servirem somente como excelentes cabos eleitorais em períodos de pleitos e estarem sempre submissos às vontades dos poderes maiores", finalizou.

Histórico de Conteúdo