Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Prefeitura de Vitória da Conquista firma acordo para instalação de Parque Tecnológico
Foto: Reprodução/ PMVC

O município de Vitória da Conquista vai ganhar um Parque Tecnológico voltado para micro e pequenas empresas. É isso o que prevê o Termo de Cooperação Técnica assinado pela prefeitura e pela Fundação Educacional de Vitória da Conquista (Fundec) para colocar em prática a primeira fase do projeto.

 

De acordo com a prefeita em exercício, Sheila Lemos (DEM), este é o primeiro compromisso da gestão que é cumprido. “O governo está muito feliz com a assinatura deste convênio. Foi uma proposta articulada pelo prefeito Herzem Gusmão [internado por complicações da Covid-19], e tenho certeza de que ele estaria muito feliz aqui, participando deste ato. É um momento que vai mudar Vitória da Conquista, colocando nossa cidade como polo tecnológico na Bahia, quiçá no Brasil”, destaca.

 

Além de Sheila, o presidente da Fundec, Cleofano Lamego, também comentou o acordo, destacando os resultados positivos que a instalação trará para a região Sudoeste. “Quando se instala um parque tecnológico, ele traz grandes benefícios. Traz a tecnologia como inovação para as empresas, onde elas passam a prestar mais serviço e produzir mais, a custos mais baixos. Isso aí vai gerar um impacto muito grande em toda a região”, ressaltou.

 

O Hub Sudoeste foi aprovado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), órgão vinculado ao Ministério da Economia e que está investindo em transformações digitais para micro e pequenas empresas. Portanto, o objetivo do parque é abrigar e promover avanços tecnológicos com o desenvolvimento de negócios inovadores e a parceria de diferentes agentes públicos e privados. O coordenador do projeto, Victor Dutra, aponta que 100 empresas serão selecionadas.

 

Segundo a prefeitura de Conquista, o Parque Tecnológico vai propiciar o desenvolvimento de startups, incubadora de empresas, empresas inovadoras, ações do Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) da prefeitura, laboratórios de prototipagem e diversos tipos de análise. Com esse objetivo, o projeto engloba as áreas de Tecnologia da Informação e Comunicação, Biotecnologia e Biociência.

 

“As áreas foram escolhidas levando em conta os seguintes diferenciais e vantagens comparativas da cidade de Vitória da Conquista: os cursos existentes na cidade, o número de professores, pesquisadores e cientistas existentes, o ambiente empreendedor bastante favorável, com a existência de diversos negócios nascentes que poderiam ser potencializados através de um ambiente de aceleração ou incubação”, explicou o secretário municipal de Trabalho, Renda e Desenvolvimento Econômico, Cláudio Cardoso.

 

O projeto começa a ser implantado no mês de março. Caso a metodologia seja aprovada, será possível expandi-lo para mais quatro municípios da região a partir do segundo semestre deste ano. Além da prefeitura e do Fundec, outros parceiros da iniciativa são a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba) e a Faculdade Independente do Nordeste (Fainor); os órgãos de fomento, apoio e qualificação profissional e capacitação empresarial que atuam na cidade, como Fieb e Sebrae; e entidades representativas, como associações e sindicatos da indústria e do comércio.

Histórico de Conteúdo