Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 29 de Outubro de 2020 - 09:20

Tenente-coronel é afastado e PMs são presos em ação de combate à 'milícia'

por Cláudia Cardozo / Francis Juliano

Tenente-coronel é afastado e PMs são presos em ação de combate à 'milícia'
Foto: Divulgação / Gaeco MP-BA

Um tenente-coronel foi afasto e seis policiais militares foram presos temporariamente nesta quinta-feira (29). A operação foi informada pelo Bahia Notícias (ver aqui). Além de Paulo Afonso, os mandados de prisão temporária e de busca e apreensão foram cumpridos em Feira de Santana, Salvador e Petrolina, em Pernambuco. O tenente-coronel Carlos Humberto da Silva Moreira ficará afastado por 180 dias.

 

Denominada de Alcateia, a Força-tarefa investiga o envolvimento dos acusados, lotados no 20° Batalhão da PM-BA, em diversos crimes de homicídio, tráfico de drogas, organização criminosa, além de outros delitos típicos de atividade de milícia, como tortura e extorsão.  O comando da suposta mílicia era feito por um oficial de alta patente da corporação.

 

Os mandados foram deferidos pela 1ª Vara Crime, Júri, e Execuções Penais da Comarca de Paulo Afonso após pedido do Ministério Público do Estado (MP-BA). 
 

Capitaneada pelo MP-BA, por meio do Grupo Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Grupo Especial para o Controle Externo da Atividade Policial (Gacep), além de promotores criminais de Paulo Afonso e da Auditoria Militar, a operação é feita em conjunto com a Força-Tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP) de Combate a Grupos de Extermínio e Extorsões

Histórico de Conteúdo