Coração de Maria: Justiça suspende convenção do Cidadania que definia apoio à oposição
Foto: Reprodução / Prefeitura de Coração de Maria

A Justiça Eleitoral em Coração de Maria, no território de identidade do Portal do Sertão, suspendeu a convenção do Cidadania, que definia o apoio do partido ao candidato de oposição Cézar de Fonfona (PSD). Segundo os filiados que requereram a suspensão, a decisão foi arbitrária de Jadson Daltro Cerqueira, presidente da comissão provisória, visto que a maioria dos partidários defendiam o apoio a Kley Lima (PP), de situação.

 

Além da discordância acerca do apoio do Cidadania na disputa pela prefeitura do município, os filiados também reclamavam que sete partidários foram impedidos de se candidatarem à Câmara Municipal, sem possibilidade de voto para decisão de quem seria candidato. Dos 12 que pretendiam ser vereadores, apenas cinco estão listados na ata da convenção, realizada na última quarta-feira (16).

 

A juíza eleitoral Alcina Mariana da Silva Goes Martins concedeu parcialmente a liminar, suspendendo a convenção, porque entendeu que o direito dos filiados era provável, bem como enxergou perigo de dano ao resultado útil do processo. Por outro lado, a magistrada não determinou a realização de uma nova convenção partidária, dando um prazo de três dias para que o Cidadania se manifeste acerca do caso.

 

Nas últimas eleições, o Cidadania apoiou o atual prefeito, Paim da Farmácia (PT), que anunciou o empresário Kley Lima como seu candidato nas eleições deste ano. A pretensão dos filiados que foram à Justiça é seguir apoiando o grupo político que governa a cidade, enquanto a direção do partido deseja se juntar à oposição.

Histórico de Conteúdo