Quarta, 16 de Setembro de 2020 - 00:00

Itanagra, Aramari e Oliveira dos Brejinhos registram maiores crescimentos do Ideb na BA

por Jade Coelho / Lula Bonfim

Itanagra, Aramari e Oliveira dos Brejinhos registram maiores crescimentos do Ideb na BA
Itanagra avançou na 4ª e na 8ª séries | Foto: Reprodução / Facebook @itanagraba

Os municípios de Itanagra, Aramari e Oliveira dos Brejinhos registraram, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) publicado nesta terça-feira (15), os maiores crescimentos de nota do estado, somando os desempenhos medidos na quarta e na oitava séries do ensino fundamental.

 

A quarta série avaliada em Itanagra, município localizado na região nordeste do estado, havia registrado média 4,0 no Ideb de 2017. Em 2019, o município disparou sua média para 5,5. Na oitava série, um crescimento também destacado: de 2,1 para 3,3. 

 

Aramari, nas proximidades de Alagoinhas, teve a maior evolução para alunos da oitava série. Com média de 2,7 no Ideb 2017, o município alcançou 4,5 em 2019. Na quarta série, um crescimento um pouco mais tímido, mas ainda muito considerável: sua nota subiu de 4,0 para 4,8.

 

Em Oliveira dos Brejinhos, na Chapada Diamantina, o crescimento foi o mesmo nas duas séries. Enquanto na quarta o município evoluiu da média 4,3 para a nota 5,6; entre os alunos do oitavo ano do ensino fundamental, a evolução foi de 2,7 para 4,0. 

 

Outras cidades tiveram uma evolução destacada das médias registradas no índice federal, como Ribeira do Amparo, Gongogi, Lajedo do Tabocal, Tanhaçu, Nazaré, Adustina, Firmino Alves, Ibipitanga, Malhada, Ponto Novo e Almadina.

 

AS QUEDAS

Por outro lado, alguns municípios baianos registraram quedas preocupantes em suas notas. A média do Ideb para alunos da quarta série em Rio de Contas teve queda de 6,2 para 5,1 entre 2017 e 2019. Na oitava série, a nota ficou em 4,5. Há dois anos, a cidade não teve índice publicado.

 

Mutuípe, no Vale do Jiquiriçá, caiu de 3,8 para 3,0 entre os alunos da oitava série. A queda foi a maior do estado na referida faixa acadêmica. Entretanto, na quarta série, o município evoluiu, saindo de 4,2 para 4,8, amenizando o impacto dos números divulgados nesta terça-feira.

 

Destaque negativo ainda para a quarta série em Mansidão (de 5,3 para 4,6), no oeste baiano, e para a oitava série em Terra Nova (de 3,6 para 2,9), no Portal do Sertão, que tiveram queda de 0,7 em suas médias do Ideb.

Histórico de Conteúdo