Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Rui Costa lamenta ônibus clandestinos em Conquista e responsabiliza governo federal
Foto: Divulgação

A cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, tem protagonizado a chegada de ônibus clandestinos de outros lugares do país. O fato tem gerado preocupação em virtude da pandemia do novo coronavírus e foi tema para o governador Rui Costa nesta quinta-feira (7). O gestor responsabilizou o governo federal pelo trânsito ilegal do meio de transporte.

 

"Nós proibimos, mas quem fiscaliza é a Polícia Rodoviária Federal. Até tentamos fiscalizar, mas eles não permitem e fecham os olhos para ônibus ilegais, sem respeito algum com a vida humana. Isso acelera a contaminação, principalmente nas cidades próximas de vias federais. Isso vai custar muito caro para a vida dos brasileiros e para a retomada da economia. O Brasil está se desmoralizando internacionalmente por causa do padrão do governo federal", disse, em entrevista à UESB FM.

 

Rui citou o comparativo entre Brasil e Índia e criticou a gestão de Jair Bolsonaro na luta contra a doença.

 

"O comportamento do governo federal tem atrapalhado muito o combate ao coronavírus. Tava vendo uma matéria que comparava o Brasil com a Índia. Eles têm quase 1,5 bilhão de pessoas e nós 200 milhões. A Índia teve 1200 mortes e nós passamos de oito mil. É a ausência de um governo que leva a doença à sério", indicou.

 

Questionado sobre a pressão de alguns setores para a reabertura da comércio, Rui lembrou que Vitória da Conquista é uma cidade com grande trânsito de pessoas e pediu paciência.

 

"Temos adotado uma orientação de forma diferenciada. Temos 120 municípios com casos positivos nos últimos 14 dias e o nosso pedido é de um cuidado maior. Cidades sem casos e mais isoladas, elas poderão ter uma flexibilidade maior. Vitória da Conquista é uma cidade exposta, que atrai pessoas de todos os lugares. Eu entendo a necessidade das pessoas, não é fácil. Sei do drama que cada pessoa está vivendo. Mas temos que tomar consciência de que esse é o único remédio. Peço compreensão das pessoas", pontuou.

 

Vitória da Conquista tem 34 casos confirmados da Covid-19, de acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab).

Histórico de Conteúdo