Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sexta, 24 de Abril de 2020 - 11:41

Live BN: Presidente da UPB reclama de Rui em envio de materiais para interior

por Lucas Arraz / Francis Juliano

Live BN: Presidente da UPB reclama de Rui em envio de materiais para interior
Foto: Divulgação / Bahia Notícias

O presidente da União dos Municípios da Bahia (UPB), Eures Ribeiro, não poupou críticas ao governador Rui Costa quanto ao envio de materiais de proteção para profissionais de saúde. Ao participar da live do Bahia Notícias nesta sexta-feira (24), Ribeiro reclamou e fez coro com prefeitos, como o de Licínio de Almeida, que criticou o recebimento de pouco material para o combate à pandemia (ver aqui). Segundo o também vice-presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) há pouco material nas cidades.

 

“Falta muito material e a gente está tendo muito gasto. Os municípios pequenos, que tem poder de compra menor, estão sofrendo mais. A gente não pode ficar chorando, mas eu achei uma vergonha o material mandado pelo governo do estado. Isso foi crítica dos prefeitos em toda a Bahia”, disse. Eures Ribeiro declarou que espera que a média e alta complexidade, que envolve UTIs, seja assumida de fato pelo estado, já que os municípios não têm recurso nem estrutura para implantá-las.

 

“O governo tem dito que o papel dele é da alta e média complexidade, garantindo a UTI e os respiradores. Se ele conseguir isso estará fazendo seu papel e aí sim nós vamos ter uma resposta do governo estadual porque em cerca de 85% dos municípios baianos não têm respirador”, afirmou. Sobre o papel dos prefeitos, Eures Ribeiro declarou que os gestores precisam fazer a parte deles, como manter postos de saúde e Unidades de Pronto Atendimento, as UPAs, em funcionamento. "No começo, eu vi muitos municípios querendo respirador, mas o custo é muito alto", disse. 

 

Histórico de Conteúdo