Deputado baiano é alvo de racismo após defender instalação de UTI's em Itamaraju
Foto: Gustavo Bezerra / Divulgação

O deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) foi vítima de racismo nessa Sexta-feira Santana (10). As agressões foram feitas por meio de um áudio, que começou a circular nas redes sociais. Nele, a comerciante do município de Itamaraju, Jack Oliveira, identificada como apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), chamou o parlamentar de "macaco", "ridículo", "horroroso", "vagabundo" e "nariz de chapoca".

 

Além disso, o deputado, que também é itamajuense, ressalta que foi alvo de difamação e ofensa à figura pública. No áudio, Jack diz que Assunção "só levou dois motéis para a cidade", usando de "laranjas". "Me aponte alguma coisa que esse macaco trouxe para Itamaraju", questiona a comerciante na mensagem.

 

De acordo com a assessoria do parlamentar, as agressões foram feitas depois que ele divulgou um vídeo em suas redes sociais, defendendo a instalação de 20 leitos de UTI no Hospital Geral de Itamaraju para tratar de pacientes infectados com coronavírus no Extremo Sul da Bahia (saiba mais aqui).

 

Em repúdio aos crimes, Assunção afirma que já acionou a Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA) para apurar o caso. “Não posso me abster de denunciar isso, pois sei que o país ainda possui em sua sociedade pessoas racistas e desinformadas. O fato de eu ser negro é motivo de orgulho. A ignorância das pessoas diante desse processo histórico só dificulta a atuação política em Itamaraju e em outras regiões da Bahia e do Brasil. Vou até o fim para que essa pessoa seja punida devidamente dentro da lei", ressalta o deputado.

 

A defesa dele vai usar como base para a denúncia a Lei nº 7716/89, que prevê pena de até cinco anos de reclusão para crimes provenientes de preconceito e raça ou de cor. Além disso, a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial da Bahia (Sepromi) informou que acompanha o caso, que está sendo monitorado pelo Centro de Referência Nelson Mandela, órgão vinculado à pasta.

Histórico de Conteúdo