Quarta, 12 de Dezembro de 2018 - 15:20

Rio do Antônio: Promotor pede que Câmara anule concurso após prazos suspeitos

por Cláudia Cardozo / Francis Juliano

Rio do Antônio: Promotor pede que Câmara anule concurso após prazos suspeitos
Foto: Reprodução / Brumado Agora

A Promotoria de Justiça de Rio do Antônio, no Sertão Produtivo, sudoeste baiano, recomendou a suspensão do concurso para Câmara de Vereadores da cidade. A medida, publicada nesta quarta-feira (12), foi tomada pelo promotor Francisco de Freitas Júnior. Segundo a promotoria, o edital não respeitou prazos que resultariam em maior participação de pessoas. Entre as situações suspeitas, um intervalo de 30 dias entre a publicação do edital [27/11] e a previsão de resultado do concurso [27/12]. O fato demonstraria a má conduta do presidente da Câmara, André Rogério Berkovitz Soares.

 

O promotor ainda elenca outros prazos questionáveis: um dia entre a publicação do edital e abertura das inscrições; seis dias entre o fim das inscrições e a prova objetiva, e um dia para apresentação de recursos. A recomendação pede que a Câmara devolva o valor da inscrição e cancele a prova objetiva prevista para ocorrer no próximo domingo (16). Caso a recomendação não seja acatada, o promotor promete acionar o presidente da Câmara por improbidade administrativa [crime conta a administração pública]. 

Histórico de Conteúdo