Empresa que bombeia rio da Chapada diz que o método não causa impacto negativo na região
Foto: Reprodução / Youtube

A empresa Lavoura e Pecuária Igarashi Ltda., titular da Agropecuária Chapadão Ltda, a quem foi concedida a decisão governamental para bombeamento do Rio Santo Antônio, na Chapada Diamantina (veja aqui), emitiu uma nota de resposta reiterando a outorga da Portaria Inema [Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos] nº 16.747, afirmando que a decisão é proveniente de um processo administrativo que percorreu todos os trâmites legais e normativos, estando munida de todos os estudos, análises técnicas e pareceres pertinentes e não promovendo o impacto negativo na região.

 

A resposta se refere à denúncia feita por moradores da Chapada Diamantina em uma carta aberta publicada no Facebook, que pede a suspensão da decisão da Portaria. A nota também ressalta que o plantio irrigado “corresponde à atividade instalada há mais de 10 (dez) anos e que a outorga ora concedida não se trata de uma nova captação, mas tão somente da continuidade de um ato autorizativo já existente desde antes de 2006, conforme atos emitidos pelo órgão ambiental estadual, atual Inema”.

Histórico de Conteúdo