Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Vera Cruz: Cratera abre mais 3 metros e coordenadora alerta sobre instabilidade de área
Foto: Divulgação

Um possível alargamento na cratera (ver aqui) encontrada em Vera Cruz, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), fez aumentar o alerta sobre a área. Nos últimos dias foi noticiado que o buraco ficou três metros mais largo. Segundo a coordenadora de fiscalização e licenciamento de Vera Cruz, Priscila Veloso, o fato ocorre por conta de a largura interna do buraco ser maior do que a da superfície, o que causa instabilidade no terreno. “A gente já entregou a notificação à empresa para manter o isolamento da área reforçando a segurança. É importante que as pessoas não cheguem perto da cratera”, alertou Veloso ao Bahia Notícias. Até o momento, nenhum acidente foi registrado na área. A distância da cratera para a primeira casa próxima é de pouco mais de 1 quilômetro. Ainda segundo a coordenadora de licenciamento ambiental, a previsão de conclusão do estudo sobre a área deve sair entre 70 a 90 dias. Situada em mata nativa na localidade de Matarandiba, a área é pertencente à empresa multinacional Dow Química, que faz extração de salmora no local. “Esse estudo requer tempo, não dá para sair em uma semana”, completou Veloso. Segundo a Dow Química, a última medição da cratera feita em 8 de junho registrou 71,7 metros de comprimento, 29,7 de largura e 45,4 de profundidade. 



Histórico de Conteúdo