Segunda, 21 de Maio de 2018 - 07:50

'Não afeta apenas caminhoneiros', diz motorista sobre preço de combustível

por Francis Juliano

'Não afeta apenas caminhoneiros', diz motorista sobre preço de combustível
Protesto em Conquista / Foto: Reprodução / Blog do Anderson

O protesto de caminhoneiros que ocorre em trechos de estradas baianas desde a noite deste domingo (20) deveria ser seguido pelo conjunto da sociedade. A posição é do representante do Sindicam [Sindicato dos Caminhoneiro Autônomos da Bahia], Luciano Oliva. "Todo mundo está envolvido com esses aumentos abusivos de combustível. O problema não afeta apenas os caminhoneiros, mas também taxistas, o cara do Uber, o comerciante, o empresário, e até a imprensa, que precisa se deslocar para determinado lugar com os carros de reportagem", relatou em entrevista ao Bahia Notícias. Segundo o motorista, para uma viagem de Salvador a Feira de Santana, indo de ida e volta, como costuma ocorrer normalmente, um caminhão com cinco eixos gasta em média 620 litros de óleo diesel. Se o preço do óleo estiver em R$ 3,80, a despesa fica em R$ 2,3 mil, tirando ainda cobrança de pedágio e outros dispêndios. "Fica tudo muito caro, o que influencia no valor das coisas no final", complementa. Segundo o motorista, há bloqueios em outras estradas, caso de Feira de Santana, Vitória da Conquista, Itatim, Riachão do Jacuípe, entre outras. Em Conquista, segundo o Blog do Anderson, o bloqueio do perímetro urbano da BR-116 ocorre desde às 21h30 deste domingo. 

Histórico de Conteúdo