Ex-prefeito de Itabuna é condenado por participação na ‘Máfia das Ambulâncias’
Foto: Reprodução / Itabuna Urgente
O ex-prefeito de Itabuna, no sul do estado, Fernando Gomes Oliveira, foi condenado pela Justiça Federal por fraude em licitação para compra de ambulância. Junto com ele foram também condenados os réus Darci José Vedoin, Luiz Antônio Trevisan Vedoin, Cléia Maria Trevisan Vedoin e a empresa Planam Comércio e Representação Ltda, todos envolvidos na chamada “Máfia das Ambulâncias” ou “Máfia dos Sanguessugas”. A decisão é da juíza federal da 1ª Vara da Subseção Judiciária de Itabuna, Maízia Seal Carvalho Pamponet, em ação civil pública por improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Federal. Com a decisão, os réus são obrigados a ressarcir aos cofres de Itabuna R$ 44.529,23, devidamente corrigidos, além do pagamento de multa civil de R$ 10 mil, cada um. Os réus ainda ficam proibidos de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios por cinco anos. Os réus pessoas físicas também tiveram suspensos os seus direitos políticos por cinco anos. Segundo o MPF, a União assinara convênio com o Município de Itabuna para a aquisição de ambulância, competindo ao ente federal o repasse de R$ 100 mil e ao Município, R$ 10 mil. Em 2004, o prefeito à época, Geraldo Simões, revogou a licitação por considerar inviável a proposta da empresa vencedora Planam. No entanto, em 2005, o então prefeito Fernando Gomes de Oliveira anulou a revogação, o que levou à compra de ambulância a preço superfaturado em flagrante prejuízo ao erário.

Histórico de Conteúdo