Canavieiras: TRE-BA adia julgamento de prefeito investigado por omissão de R$ 20 mil
Foto: Divulgação

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) adiou o julgamento de Clóvis Roberto de Almeida (PPS), prefeito de Canavieiras acusado de incorrer em diversas irregulares, apontadas pelo Ministério Público (MP), na eleição de 2016. A decisão foi tomada na sessão desta quarta-feira (31) pelo presidente do TRE-BA, José Edivaldo Rotondano, por falta de quórum qualificado. De acordo com as denúncias do Ministério Público (MP), prefeito e vice do município do litoral sul omitiram, na prestação de contas da campanha, uma nota fiscal de R$ 20 mil referente a compra de combustíveis. O valor da mercadoria que ainda teria sido distribuída para eleitores, representa cerca de 80% de todo o gasto do popular socialista na campanha de 2016. Por não ter sido condenado em segunda instância, o prefeito ainda está a frente da administração.

Histórico de Conteúdo