Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quarta, 28 de Julho de 2021 - 11:23

Stefani e Pigossi vencem e igualam melhor marca do Brasil no tênis em Olimpíadas

por João Gabriel | Folhapress

Stefani e Pigossi vencem e igualam melhor marca do Brasil no tênis em Olimpíadas
Foto: Gaspar Nóbrega / COB

As brasileiras Luisa Stefani e Laura Pigossi igualaram a melhor marca da história do tênis brasileiro em Olimpíadas.
 

Na madrugada desta quarta-feira (28), elas venceram a dupla dos Estados Unidos, Bethanie Mattek-Sands e Jessica Pegula, nas quartas de final de Tóquio-2020, por 2 sets a 1. Parciais de 1/6, 6/3 e 10/8 no super tie-break.
 

Agora, elas avançam à semifinal.
 

Até aqui, o melhor resultado do Brasil em Jogos havia sido conquistado por Fernando Meligeni, na chave de simples masculino.
 

Ele também chegou à semifinal em Atlanta-1996, perdeu e depois perdeu também a disputa pela medalha de bronze, encerrando na quarta posição.
 

Agora, Stefani e Pigossi avançam também às semis e, no mínimo, vão igualar o feito de Meligeni.
 

As brasileiras já fizeram história apenas por chegar nesta fase do torneio.
 

Antes, elas venceram duas partidas para alcançar as quartas de final, o que já é um recorde considerando as disputas femininas de dupla.
 

Até então, os melhores resultados do país nesta categoria haviam sido um único triunfo, tanto nos Jogos de Sidney, em 2000, como nos Jogos de Barcelona, em 1986.
 

Stefani, 23, é a melhor tenista brasileira atualmente. Ocupa a 23ª posição do ranking mundial.
 

Neste ano, ela chegou em sua primeira final de WTA torneios 1.000.
 

Também se tornou a brasileira mais bem colocada, superando Maria Esther Bueno, vencedora de 19 Grand Slams. Vale lembrar que, quando o ranking foi criado, Bueno já tinha 36 anos e estava no fim de sua carreira.

Histórico de Conteúdo