Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Domingo, 20 de Dezembro de 2020 - 09:30

Campeão da NBA é processado por agressão contra mulher em estacionamento

por Folhapress

Campeão da NBA é processado por agressão contra mulher em estacionamento
Foto: Divulgação

Rajon Rondo, armador do Atlanta Hawks e campão da NBA, está sendo processado por se envolver em uma briga no mês de julho, em Los Angeles. Ele e a namorada são acusados por uma mulher de agressão.

No dia 28 de julho, Toktam Jorshari prestou queixas contra Rondo e a namorada do atleta alegando ter sido agredida verbal e fisicamente pelo ex-armador dos Lakers e pela sua companheira após uma discussão por uma vaga no estacionamento do prédio. Ela está processando o casal e pede mais de US$ 1 milhão por danos físicos e morais.

O site TMZ divulgou informações sobre a ação. Jorshari conta que mora no mesmo prédio da namorada de Rondo. No dia 28, ela estacionou seu carro ao lado do carro de Rondo, que estava parado em uma vaga para deficiente mesmo sem o veículo ter o adesivo de deficiente.

Segundo relato de Jorshari, ela estava descarregando uma mesa de seu carro quando Rondo, ao perceber que a porta de seu SUV estava bloqueada pelo carro da vizinha, partiu para cima dela

"Vadia, por que você acha que pode estacionar aqui?", teria gritado o atleta segundo consta na denúncia. A mulher ainda diz que Rondo a empurrou e a agrediu verbalmente. Depois, a namorada dele chegou e a atacou "fisicamente, batendo nela na área da cabeça e na parte superior do corpo".

Rondo nega as acusações. Mark D. Baute, advogado do atleta, disse ao TMZ que "o caso não tem mérito" e que as imagens feitas pelas câmeras do prédio vão confirmar a história do armador.

"Eu vi a fita de vídeo. Rondo foi educado e a acusadora não usava máscara, estava instável e rude. Estamos ansiosos para defender o caso e vencer", disse Baute.



Histórico de Conteúdo