Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 09 de Outubro de 2021 - 00:00

Barões da Pisadinha e Luiz Caldas celebram indicação ao 'Grammy Latino 2021'

por Matheus Lens / Antônia Fernanda

Barões da Pisadinha e Luiz Caldas celebram indicação ao 'Grammy Latino 2021'
Foto: Divulgação

Artistas baianos de diversos segmentos da música marcaram presença entre os indicados ao Grammy Latino 2021. A lista extensa carrega desde nomes de "novatos", como Barões da Pisadinha, a veteranas como Ivete Sangalo, que já foi indicada 14 vezes e trouxe dois prêmios para a Bahia.

Dentre os artistas que compõem a lista, o Bahia Notícias conversou com a dupla que lidera os Barões da Pisadinha, um dos maiores fenômenos musicais da atualidade, e o cantor e compositor Luiz Caldas, que falaram sobre a importância de ter o trabalho reconhecido em meio a uma pandemia, que afetou drasticamente a indústria de entretenimento, sobretudo a música.

Na categoria "Melhor Álbum de Música Sertaneja", em português, "Conquistas" da banda baiana aparece entre os indicados. O prêmio está sendo disputado com os artistas: Chitãozinho e Xororó, Daniel, o projeto de Marília Mendonça em parceria com a dupla Maiara e Maraísa e o cantor Michel Teló (confira lista completa aqui).

Ao BN, os Barões disseram que estar na lista dos indicados já é a realização de um sonho. "Para a gente (ser indicado) é uma realização de um sonho muito grande! Nem imaginávamos. O álbum 'Conquistas', como os outros que estamos concorrendo, fala pro povo, transmite alegria para nossos fãs e também conta histórias do nosso Brasil", respondeu a dupla.

 

O Grammy Latino, braço da principal premiação da indústria fonográfica norte-americana, surgiu em 2000 e, hoje, também abre espaço para artistas independentes por conta da mudança do cenário fonográfico mundial, em que as plataformas de streamings mudaram os hábitos de consumo e indicadores de sucesso.

 

Os cantores acreditam que o sucesso do ritmo abre portas para diversos artistas do segmento de berço nordestino. "Acreditamos que hoje o piseiro ganhou o Brasil e, por isso, hoje existem muitos artistas fazendo sucesso no segmento. Isso é muito gratificante". Sucesso esse que vem inclusive ultrapassando as barreiras do preconceito contra os gêneros originários da região.

 

Desta forma, para a dupla, não houve surpresa por serem indicados à categoria de "Música Sertaneja", que costuma ser ocupada por cantores do sertanejo e sertanejo universitário. "Fazemos música pros nossos fãs, assim como nossos amigos do sertanejo. Estamos juntos na música e ficamos bem felizes com a indicação", completa a dupla.

 


Foto: Divulgação 
 

Já o cantor e compositor Luiz Caldas foi indicado à categoria de "Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa" com o "Sambadeiras", concorrendo com artistas como Ivete Sangalo e a Orquestra Sinfônica da Bahia. Luiz não esconde a felicidade em estar concorrendo com pessoas que são amigos e grandes admiradores e conta o que destaca o trabalho indicado.

"Eu estou muito feliz em ser indicado a esse prêmio com pessoas que são grandes artistas e amigos. O que eu destacaria no meu trabalho que foi indicado é justamente a pesquisa e a honestidade com que tudo foi aplicado. O álbum fala sobre o samba de roda do recôncavo, da chula e dos cuidadores dessa cultura tão nossa e tão raiz, então para mim é muito legal ter um trabalho nesse nível sendo concorrente de outros trabalhos de grandes níveis".

 

Com um projeto de lançamentos de álbuns mensais, Luiz já atingiu a marca de 116 produções, sendo o mais recente o "Omi", divulgado no final de setembro deste ano. Em um cenário de pandemia, em que muitos artistas precisaram se reinventar em seus lançamentos e modos de apresentação, o baiano conta que não mudou muita coisa na sua rotina criativa.

"Basicamente eu continuo fazendo o mesmo, que é compondo diariamente. Independente de qualquer coisa, todos os dias eu tenho contato com os instrumentos, com a música e a criação de modo geral. A pandemia atrapalhou muito mais o lado comercial, por não poder sair para fazer shows, mas o lado criativo continua da mesma forma".

Ainda sobre a indicação, o artista conta que "só pela indicação já é uma grande conquista para todos os envolvidos no trabalho, o que prova que seus trabalhos e pesquisas continuam sendo de grande importância por todos esses anos".

 


Foto: Divulgação
 

A cerimônia do Grammy Latino 2021 acontece no dia 18 de novembro, no Grand Garden Arena, Estados Unidos. Lembrando que recentemente a premiação anunciou Anitta como parte da bancada do júri - agora ela pode votar em quem concorrerá e ganhará. Após a entrada da brasileira, foi anunciado também que o “funk brasileiro” também será reconhecido em categorias principais. Até agora apenas dois funks concorreram ao Grammy, ambos com Anitta envolvida.

Histórico de Conteúdo