Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 16 de Setembro de 2021 - 11:39

Itaú anuncia fechamento do Cine Glauber; gestor fala em buscar apoio para 'renascer'

por Jamile Amine

Itaú anuncia fechamento do Cine Glauber; gestor fala em buscar apoio para 'renascer'
Foto: Reprodução / Facebook

O banco Itaú, que há mais de uma década mantinha o Espaço Itaú de Cinema - Glauber Rocha, anunciou que irá desativar as quatro salas da unidade localizada na capital baiana, a partir desta quinta-feira (16).

 

“Caros espectadores e cinéfilos de Salvador, o Espaço Itaú de Cinema comunica o fechamento de suas salas a partir de quinta-feira, 16 de setembro. Foram quase 13 anos de atividade, oferecendo uma programação que sempre incluiu títulos de várias partes do mundo, além de mostras, festivais, pré-estreias e projetos, como o Clube do Professor”, informou a instituição, que estendeu a medida também às unidades de Curitiba e Porto Alegre.

 


Clique na imagem para ampliar

 

O banco justificou que as unidades operadas na Bahia, Paraná e Rio Grande do Sul “vinham operando com taxa de ocupação inferior a 20% desde 2019” e atribuiu as mudanças à reorganização de “sua estratégia de difusão de audiovisual no país”, que prevê "redução da operação física" e investimento no formato online. 

 

“Agradecemos a presença de todos que puderam estar conosco e vivenciar a experiência de assistir filmes da nossa programação em nossas confortáveis salas. Estamos em tempos de adaptação a novos formatos de exibição e o Espaço Itaú de Cinema vai ampliar, para todo o país, o acesso gratuito a filmes e Mostras, através da plataforma Itaú Cultural Play, onde todos poderão acompanhar um pouco do nosso trabalho”, diz comunicado do Espaço Itaú de Cinemas.

 

 

Também por meio de nota, o gestor do Cine Glauber, Cláudio Marques, agradeceu os anos de apoio, lembrou que o prédio funciona como cinema desde 1919 e prometeu buscar alternativas para que o equipamento cultural possa ter sobrevida. 

 

“Pelo meu lado, e do meu sócio Adhemar Oliveira, nós continuamos a acreditar nas salas de exibição e no Centro Histórico de Salvador. O Cine Glauber vai renascer depois dessa pandemia, desse momento terrível, ainda com mais força. Espero realmente poder contar com o apoio de toda a nossa sociedade. Precisamos de novos parceiros e vamos atrás. Temos pouco tempo para poder viabilizar uma nova equação, mas nós estamos confiantes que esse não será o ponto final dessa bela história”, declarou.

Histórico de Conteúdo