Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Chico processa Eduardo Leite por uso de imagem em 'anúncio publicitário e eleitoreiro'
Fotos: Divulgação

Chico Buarque está processando o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB-RS), que se apresenta como possível terceira via para as eleições presidenciais de 2022. De acordo com informações do jornal O Globo, a ação movida pelo artista carioca se dá após o uso indevido de sua imagem e seu nome em um vídeo publicado nas redes sociais do político.

 

Na propaganda postada nas redes sociais de Leite no dia 7 de setembro, o gaúcho defende que o país "precisa voltar para o centro" e deixar de lado "essa guerra aí de um lado contra o outro", em referência ao embate polarizado entre Lula e o presidente Jair Bolsonaro, que lideram as pesquisas eleitorais para a presidência no próximo pleito.

 

Em certo momento da peça publicitária, Leite cita Chico, junto com Sérgio Reis, sertanejo que convocou atos antidemocráticos em defesa de Bolsonaro. "Não precisamos pensar todos iguais para sermos todos o mesmo Brasil. Basta aceitar, respeitar, conversar com as nossas diferenças. Basta ver no Chico Buarque e no Sérgio Reis duas belezas musicais e não só duas escolhas políticas. Basta lembrar que nós, assim como eles, somos todos brasileiros", diz o governador do Rio Grande do Sul, que cita ainda Caetano Veloso e Gilberto Gil no vídeo.

 


"Ninguém vai roubar as cores do Brasil. Esse verde e amarelo que está aqui não é meu. Não é meu, não é do Bolsonaro, não é do Lula", diz Eduardo Leite. "Esse Brasil aí do nós contra eles, esse é um Brasil pequeno. É um Brasil que bota pai contra filho, que bota família contra família, como se fosse o Brasil do Pelé contra Garrincha, do Gil contra Caetano, do mestre-sala contra porta-bandeira. Um Brasil que coloca sonho contra sonho e deixa todos vivendo numa triste realidade", acrescenta.

 

O advogado de Chico Buarque, João Tancredo, garante que o artista "não autorizou, nem nunca autorizaria" o uso de sua imagem na campanha.  A defesa afirma ainda que "a utilização da imagem em anúncio publicitário e eleitoreiro possui o intuito único de transmitir ao público a vinculação de Eduardo Leite com o autor, como mais um instrumento de propaganda na difusão da sua imagem e na sedução do público".

 

A ação corre no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e pede a retirada imediata do vídeo das redes sociais, além de uma indenização no valor de quatro salários mínimos por danos morais.

 

Veja o vídeo que desencadeou o processo:

Histórico de Conteúdo